Caminhando com as próprias pernas

A capacidade de superação é uma característica inata do ser humano e inúmeros exemplos comprovam essa tese. Paulo Eduardo Chieffi Agaard, o Pauê era um atleta. Mas sofreu um acidente e teve que amputar as duas pernas. O que ele fez? Colocou uma prótese e continuou a praticar esportes. Hoje, profere palestras motivacionais. A história de Pauê está no livro “Caminhando com as próprias pernas”, editora Realejo, Santos. Ele tornou-se o primeiro surfista bi-amputado no mundo e conquistou o mundial de triatlon em sua categoria. E concluindo curso de bacharelado em fisioterapia. Pauê é cliente do Takê.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *