outubro 8, 2016

Alba Sidney Bordini

alba-sidney-bordini-aposentadaDesde a inauguração do Takê, Alba Sidney Bordini é uma frequentadora assídua. Residindo nas imediações, no Gonzaga, Alba diz  sofrer “aos sábados e domingos quando o restaurante está fechado”. Para remediar, leva marmita com os pratos naturais que se habituou. “Não gosto de comer no shopping nem em outros restaurantes”, reclama, confessando sua fidelidade ao Takê. “Comida é um medicamento”, define, resumindo tudo.